sábado, maio 5

Tempestade Atemporal

"Tempo não existe", ele insiste com essa frase toda vez que eu acho nosso gesto antecipado demais. Mantenho minha opinião, sol que arde muito cedo da manhã tende a crepuscular mais rápido no horizonte da fugácea. Explode como não sei se deveria, ando ofuscada, já saiu água dos olhos ante a fogueira descompassada dos nós-sós ais. Óculos escuros arrancados na marra poderão causar danos irreparáveis. Na alma. Gosto, estou gostando, viver intensamente é permanente sensação amplificada. Bom, muito bom, mas vá com calma! Deixa ir um pouco com a chuva, abrandar ressecamentos passados, beber com ela, ela salgada, pura, vertical. Pretendo ainda descobrir novos sabores imbuídos nas beiradas dessa sopa mortal. Queimar me dói, paixão é estorvo, catarro preso. Amor não é também coisa que se fale à toa. Não falhe, assoa. O nariz pressente outros instintos. Nem queria sentir o aroma do medo, excitante e perigoso enredo. Fuga. Mas é que não minto. Não insinua, não ciúme, não morda, não sim. Sim antes do casamento já é a anti-concepção. O exagero gera ex, gera êxodo. Deixa minha individualidade um pouco sozinha, ela precisa repousar o pássaro. Depois volta. Tempo ao tempo dá. Sairei da gaiola das loucas quando estiver vivendo. Enxugar as penas preciso, escrever para voar!

2 comentários:

Tarco Zan disse...

Não preciso nem casar
Tiro dele tudo que preciso
Não saio mais daqui
Duvido muito
Esse assunto de mulher já terminou
O gato comeu e regalou-se
Ele dança que nem um realejo
Escritor não existe mais
Mas também não precisa virar deus
Tem alguém na casa
Você acha que ele agüenta?
Sr. ternura está batendo
Eu não estava nem aí
Conchavando: eu falo a tréplica
Armadilha: louca pra saber
Ela é esquisita
Também você mente demais
Ele está me patrulhando
Para quem você vendeu seu tempo?

Ana C. feat. Tarco Zan

PS. Não é foda? Tou falando desse fato assustador de não passarmos de meros personagens alheios. Já fomos escritos. Revanche!

Duda Bandit disse...

garota, estou na sua trilha, adorei Memórias de meu puto alegre, esse título, por si, é um achado... tantos textos legais... para mim encher um blog já uma tarefa fudida, e vc alimenta tantos... bjs